A Michelle Tour utiliza os cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Continuar e fechar

0
Uncategorized

Nosso projeto “Mulheres pelo Mundo” começa com a Expedição Jalapão, são 8 dias e 7 noites de experiências inesquecíveis, com um roteiro completo, que garante muita diversão e conexão com a natureza.

Quando se fala de Jalapão a visitação aos fervedouros é parada obrigatória, e nossa expedição vai desbravar 6 deles:

Bela vista

A imagem contém: Fervedouro Bela Vista, Jalapão
  • Considerado o mais bonito do Jalapão, o Bela Vista possui a maior piscina entre todas as fontes abertas para visitação e conta com 15 metros de diâmetro de águas transparentes. O acesso ao Fervedouro Bela Vista acontece por uma plataforma de madeira que ajuda a preservar o sensível solo ao redor, sendo sua capacidade máxima de dez pessoas. Há uma grande nascente principal no Bela Vista, onde é possível sentir a flutuação característica dos fervedouros. Outrossim, há um saboroso restaurante no local e área para camping.

Macaúbas

Fervedouros do Jalapão: conheça os TOP 9 poços imperdíveis | Em Algum Lugar  do Mundo

Macaúbas é o fervedouro mais novo do Jalapão, com amplo espaco e capacidade máxima de 10 pessoas. Seu poço de águas incrivelmente azuis possui intensa sensação de flutuação.

Buritizinho

O formato único do fervedouro e a sua profundidade, em conjunto com a baixa pressão de sua nascente, que faz com que a piscina fique menos flutuante que as demais, são grandes atrativos do Buritizinho. Além disso, o local ainda conta com o Rio Formiga como segunda atração.

Rio Sono

Wikiloc | Foto de Fervedouro Rio Sono (1/1)

Com a água um pouco mais gelada do que os demais fervedouros, o Rio Sono é o lugar ideal para se refrescar em um dia de calor. Seu acesso é feito por uma plataforma de madeira, para proteger a vegetação do entorno. Ademais, não há trilha para o Fervedouro do Rio Sono, dessa forma, é super fácil chegar até ele.

Buritis

Fervedouros do Jalapão - Melhores Destinos

Com água de cor sem igual, o fervedouro dos Buritis impressiona por sua beleza. Seu grau de flutuação é leve, porém o que mais chama a atenção dessa atração é a vegetação maravilhosa do entorno. Ele possui capacidade para até 10 pessoas e seu acesso é feito por uma trilha curtinha de 5 minutos. 

Por enquanto

Fervedouros do Jalapão - Melhores Destinos

Além de fervedouros imperdíveis, o destino conta com outras atrações de tirar o fôlego, como descritas abaixo:

Serra do Espírito Santo

Mirante da Serra do Espirito Santo

O mirante da Serra do Espírito Santo oferece uma vista encantadora a quem vence o desafio de subir a serra por trilha e chegar lá, percorrendo cerca de 900m. Ela conta com corrimão em alguns trechos e pontos de paradas com banquinhos para tomar um ar, repor as energias e seguir o trajeto. O melhor horário para subir a Serra do Espírito Santo é no início da manhã, para observar o nascer do sol. O trajeto começa ainda de madrugada, por volta de 4 horas, pois a temperatura está amena e a grande recompensa é ver o nascer do sol do alto do mirante, tendo abaixo o verde da natureza e a pureza das aguas dos rios e lagos, que formam belíssimas piscinas naturais.

Dunas do Jalapão

Jalapão - Tocantins - Referência

Nosso guia de viagem também nos levará para conhecer as Dunas do Jalapão, que são a razão pela qual a região é chamada de deserto – além de sua baixa densidade demográfica. As dunas são maravilhas naturais, de onde você pode ver a areia dourada misturando-se com o azul do rio e o verde da vegetacao. No local é possível admirar a Serra do Espírito Santo (local que também vamos visitar), as veredas de capim dourado e os lagos, que são como oásis no meio do deserto. Assim como o nascer e o por do sol no mirante da serra, o espetáculo da natureza compensa qualquer dificuldade para se chegar às dunas.

Comunidade Quilombola

Quilombo Mumbuca, no Jalapão, realiza 10ª Festa da Colheita em setembro:  evento marcará inauguração de memorial - Orla Notícias

Localizada em Mateiros, a população quilombola Mumbuca é uma das mais famosas da região. Trata-se de uma comunidade de 46 famílias — com cerca de 100 pessoas no total —  descendentes de quilombolas e indígenas, que vivem em casas de tijolos de barro e seu trabalho é baseado, principalmente, em artesanato de capim dourado e buriti, planta característica da região. Hoje em dia, graças à evolução do negócio, as peças produzidas pelos artesãos são cada vez mais sofisticadas.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X