Passagens, hotéis e serviços.

A Michelle Tour utiliza os cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Continuar e fechar

0
Uncategorized

Sabemos que levar um animalzinho em uma viagem de avião não é uma decisão simples e tranquila, tanto para o bichinho como para o próprio dono. Mesmo com o esforço de algumas companhias aéreas para acomodar o pet da melhor forma, o trajeto gera estresse e desconforto em alguns casos.

Pensando nisso, separamos algumas dicas e regras necessárias para que a sua viagem e de seu amiguinho de quatro patas seja a mais sossegada e segura possível.

Obs: vale lembrar que é indispensável uma consulta ao veterinário antes da viagem, para ter certeza que seu pet está saudável e pronto para viajar!

Viagem internacional com cães e gatos - Qualvet Blog

Passagem Aérea

A taxa cobrada pela passagem do animal e as regras implementadas para a viajem variam de acordo com a companhia.

  • A Gol transporta bichos de até 10kg na cabine e de até 30kg no porão.
  • A Latam permite que animais de até 7kg viajem junto com os seus donos, mas os de até 45kg devem obrigatoriamente ir no bagageiro.
  • A Azul só faz o transporte de pets dentro da cabine e em voos nacionais, mas a somatória do peso do animal e da caixa de transporte não pode passar de 5kg.

Consulte um(a) agente viagem para se informar sobre os valores das passagens aéreas.

Para mais, é importante saber que só é permitido viajar de avião com gatos e cachorros, sendo algumas raças proibidas, principalmente, os animais que possuem focinho curto e achatado. Nesse sentido, a consultora veterinária Rita Ericson explica que alguns animais já não respiram bem quando estão no solo, e podem até asfixiar quando são colocados dentro do avião, onde há pressurização e menor concentração de oxigênio. 

Documentação

Dependendo do destino e da companhia escolhida, a documentação pode variar um pouco. No entanto, em geral, é necessário apresentar a carteirinha de vacinação do pet e o certificado de vacinação antirrábica (para animais com mais de 3 meses de idade), aplicada entre 30 dias até 1 ano antes da data do embarque. Bem como, deve haver um atestado de saúde do animal comprovando que ele está apto a realizar a viagem, emitido por um médico veterinário no máximo 10 dias antes do voo.

Caixa de Transporte

A principal diferença do tipo de caixa de transporte é o material que ele é feito. Para viagem na cabine, o ideal é que a caixa seja de um material maleável com fundo impermeável, flexível e bem ventilada.

Para viagens no compartimento de cargas, o material deve ser composto por um plástico bem resistente e duro, fator de grande importância para a segurança do bichinho. Ambas as caixas devem ter ventilação na parte superior, e não podem ter rodinhas, a portinha deve ser em forma de grade com trinca, e o bebedouro e o comedouros devem ser fixados na grade.

Dicas

  • Cerca de 15 dias antes da viagem inicie a adaptação do animal a bolsa ou caixa de transporte.
  • Torne a caixa de transporte um local familiar para o seu pet. Deixe-a sempre aberta, disponível em um local da casa onde o animal costuma ficar. Além disso, faça da caixa um local de experiências agradáveis, oferecendo petiscos e brinquedinhos dentro dela;
  • Diariamente, ofereça, pelo menos, uma das refeições na caixa de transporte e, conforme o animal se mostrar mais confortável, feche a portinha. Abra quando o animal terminar e, gradualmente, aumente o tempo em que ele permanece dentro da caixa;
  • Uma vez acostumado com o esquema de alimentação dentro da caixa de transporte, comece a colocar o animal dentro dela em outros momentos, preferivelmente quando estiver tranquilo. Tente se manter afastado, para que o animal vá se acostumando com a sua ausência enquanto confinado;
  • Ofereça alimentos leves no dia da viagem. É válido ressaltar que a última refeição deve ocorrer 2 ou 3 horas antes do embarque, para conter algum tipo de enjoo. Além disto, dê água ao seu pet antes, durante e depois do voo;
  • Passeie com seu cachorro um pouco antes do voo, e o incentive a urinar/defecar;
  • Forre a caixinha com tapete higiênico;
  • Evite embarcar com muita antecipação;
  • Brinque e ofereça carinho ao seu animalzinho, irá ajudá-lo a relaxar;

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X